Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/12/21 às 10h55 - Atualizado em 31/12/21 às 11h05

“Vai ser um ano de muito trabalho, mas principalmente de muita esperança”

No segundo ano consecutivo em que o mundo precisou lidar com a pandemia de covid-19, a prática esportiva se mostrou ainda mais fundamental no dia a dia das pessoas, que precisaram mudar o estilo de vida e abandonar o sedentarismo em busca de mais saúde e qualidade de vida.  Com base nesse preceito, a Secretaria de Esporte e Lazer (SEL) pautou a democratização do esporte em todo o Distrito Federal como uma de suas prioridades de 2021 e atuou tanto na melhoria de antigas iniciativas públicas como na criação de novos projetos. A seguir, a secretária de Esporte e Lazer (SEL), Giselle Ferreira, faz uma retrospectiva das principais ações, programas e políticas adotadas nesse período.

 

Como a Secretaria de Esporte e Lazer trabalhou neste ano para incluir o esporte no dia a dia dos moradores do Distrito Federal?

O esporte agora está sendo olhado por outro viés. Antes, as pessoas consideravam que era apenas lazer. Com a chegada da pandemia, a prática esportiva ganhou outro significado. Quanto mais as pessoas praticarem atividades físicas, mais qualidade de vida elas terão. O esporte também é saúde, aumenta imunidade, vitamina D. Nós não estamos falando somente da saúde física, mas da mental também. Com base nessa constatação, conseguimos realizar uma série de medidas para garantir esse direito aos cidadãos.

 

Quais foram essas medidas?

Assumimos a gestão da Secretaria de Esporte no meio de uma pandemia, quando os parques, academias e espaços esportivos estavam todos fechados. Primeiro, tivemos que mudar essa idéia que esporte não era atividade essencial e, em seguida, com a reabertura dos espaços, trabalhamos na criação de protocolos de saúde e sanitários que garantissem toda segurança necessária. Aos poucos, as pessoas retomaram a cidade novamente e por meio de iniciativas nossas como os projetos Esporte nas Ruas e Vestindo o Esporte, levamos gratuitamente materiais esportivos e uniformes a quem mais precisava.

 

O ano de 2021 também foi marcado por grandes eventos esportivos como as Olimpíadas. E por aqui também recebemos torneios?

Sim, neste ano, após 15 anos, Brasília voltou a ser palco dos Jogos Universitários Brasileiros, que trouxe para a nossa cidade mais de 6 mil atletas de todo o país, que além de competirem, ajudaram a movimentar a economia e o turismo do DF por cerca de 10 dias. Também aconteceu um dos maiores campeonatos de beach tennis do mundo, uma modalidade que cresce muito a cada ano. Sem contar outras iniciativas do esporte amador e de outras modalidades, como jiu-jitsu, futevôlei e natação.

 

O Parque da Cidade também passou uma série de mudanças em 2021. Conta um pouco o que os freqüentadores podem esperar.

Desde o início da nossa gestão, nós tivemos um olhar atento ao Parque da Cidade, que faz parte da nossa história. Já foram feitas várias intervenções e muitas ainda serão realizadas. Exemplos são as quadras poliesportivas, a manutenção dos banheiros. Quem passa hoje por lá, já identifica muitas mudanças positivas. Já a reforma da Piscina com Ondas vai acontecer em fases. O projeto da primeira etapa está pronto para ser licitado ainda no início de 2022. Ainda têm os projetos das pistas de patinação e skate. São muitas novidades que vão poder contar com o importante apoio do governo federal. Assinamos nesta semana o contrato de repasse de verba no valor de R$6.685 milhões para reforma e revitalização do Parque.

 

Quais são as expectativas da Secretaria de Esporte e Lazer para 2022?

Vai ser um ano de muito trabalho, mas principalmente de muita esperança. Vamos transformar Brasília na capital do esporte, sendo colocada na rota dos eventos esportivos, tanto nacional como internacional. E também vamos colocar todos nossos Centros Olímpicos e Paralímpicos a pleno vapor, já que duplicamos a quantidade total de vagas e incluímos mais opções de modalidades, como o caso do futebol feminino, que entrou para grade de todas as unidades. Vamos entregar também muito material esportivo, uniformes e chuteiras para que a população possa praticar uma atividade e reformar campos sintéticos e quadras poliesportivas. A democratização do esporte em todo o DF continua sendo a nossa maior missão no governo, ao lado do governador Ibaneis Rocha, que é um amigo do esporte e apoia todas as iniciativas que beneficiam a qualidade de vida e saúde das pessoas.