Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/07/21 às 17h00 - Atualizado em 13/07/21 às 10h51

Protocolos rigorosos para os Jogos Universitários Brasileiros 2021

Esporte toma exemplos de outros eventos para estabelecer medidas protetivas para a competição, que acontece em outubro

 

 

De olho nos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), que ocorrerá no Distrito Federal em outubro, a Secretaria de Esporte e Lazer (SEL) marcou presença na edição Praia do evento, que movimentou a cidade de Aracaju (SE) durante dez dias. Por lá, a pasta avaliou todos os protocolos sanitários e de segurança contra a covid-19 e as estratégias utilizadas pela Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU), organizadora do evento, para tomar como exemplo na maior competição da América Latina.

 

A secretária de Esporte e Lazer, Giselle Ferreira, acompanhou os embates de perto e aprovou a implantação dos protocolos, tais como a testagem dos envolvidos, entre atletas, comissão técnica, staffs e comitê organizador; distanciamento social e utilização de máscaras e álcool em gel nas dependências. “Estamos trabalhando para entregar o melhor torneio possível para nossos universitários. Temos a certeza que vamos realizar o JUBs com toda segurança e, para isso, é de fundamental importância avaliar iniciativas esportivas semelhantes”.

 

A edição Praia dos Jogos Universitários Brasileiros reuniu, de 5 a 9 de julho, 450 atletas de 20 estados brasileiros, que competiram nas seguintes modalidades esportivas: basquete 3×3, beach soccer, beachhand, futevôlei, beachtennis, vôlei de praia, air badminton, beachwrestling, cross trainning e vôlei 4×4 misto. Seguindo as recomendações de segurança, as competições aconteceram sem a presença de público, sendo os jogos transmitidos ao vivo pelos canais das redes sociais da CBDU.

 

Brasília, sede dos Jogos Universitários

Após 15 anos, o Distrito Federal voltará a ser sede dos JUBs. A 68ª edição da competição ocorrerá de 10 a 18 de outubro, com a participação de 6 mil pessoas, entre esportistas, comissão técnica e voluntários de todo o país. Alunos de mais de mil universidades disputarão espaço em 25 modalidades. Em parceria com a SEL, a expectativa é que a iniciativa da CBDU movimente cerca de R$ 11,7 milhões na economia local.

 

ASCOM/SEL