Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
2/06/23 às 15h16 - Atualizado em 2/06/23 às 15h56

Piscinas e gramados sintéticos reformados em Santa Maria

As melhorias foram feitas dentro do Centro Olímpico e Paralímpico (COP) e na quadra de futebol da QR 120 da região administrativa

 

A prática de esportes em Santa Maria ganhou mais um incentivo. O Governo do Distrito Federal (GDF) reformou quatro equipamentos públicos esportivos da cidade. São duas piscinas e um campo de futebol society no Centro Olímpico e Paralímpico (COP) e uma quadra de gramado sintético localizada na QR 120, todos renovados. A melhoria contou com investimento de R$ 1.002.702,68.

 

Só neste ano, o GDF já entregou dez campos sintéticos novos para a população | Foto: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

As benfeitorias já estão em uso pela comunidade da cidade e, nesta sexta-feira (2), foram reinauguradas oficialmente em solenidade com participação do governador Ibaneis Rocha.

“Quero dizer da alegria da gente estar espalhando pela cidade toda a oportunidade das pessoas fazerem esporte e se divertirem”, afirmou o chefe do Executivo, que elogiou as novas estruturas e comemorou o impacto delas para a população. “Isso é o maior legado do Governo do Distrito Federal”, completou.

 

Foto: Arquivo SEL-DF

 

Só neste ano, o GDF entregou dez campos sintéticos novos. No ano passado, a capital federal já havia chegado à marca de 50 gramados entregues para a população.

 

“Os centros olímpicos são totalmente gratuitos, ou seja, o governo oferta algo que muitas vezes, se fosse para um clube, a população teria que pagar taxas, mas vem o governo e oferta esse bem-estar. Aqui reformamos o campo sintético e também colocamos aquecimento na piscina”, pontuou o secretário de Esporte e Lazer, Júlio César Ribeiro.

 

As duas piscinas do espaço tiveram as pastilhas substituídas por fibra de vidro, além de diferentes reparos e a instalação de um novo aquecedor | Foto: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

No COP de Santa Maria, utilizado por cerca de quatro mil pessoas, as obras eram aguardadas havia dez anos. Lá, foram três equipamentos recuperados. “Hoje nós temos uma demanda de quatro mil alunos no centro olímpico, atendendo das 6h45 às 22h de segunda a sábado. Então, é só alegria. Era um sonho da comunidade acontecer essa reforma”, revela o diretor substituto do COP de Santa Maria, Nelson Barros de Sousa.

 

Foto: Bruno Leão/SEL-DF

As duas piscinas do espaço – olímpica e infantil – tiveram as pastilhas substituídas por fibra de vidro, além de diferentes reparos, a substituição dos acessórios (escadas e barras de acesso) e a instalação de um novo aquecedor. A obra teve um investimento de R$ 229.898 e beneficiou os 1.350 alunos que integram as 45 turmas de natação e hidroginástica.

 

A aposentada Elísia Pereira da Silva, 65, comemorou a reforma: “A piscina estava fria. Na nossa idade, incomoda muito quando a água está gelada. Glória a Deus que colocaram o aquecedor” | Foto: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

Aluna há quatro anos de natação do COP, a aposentada Elísia Pereira da Silva, 65, foi uma das frequentadoras que comemorou a reforma. “A piscina estava fria. Na nossa idade, incomoda muito quando a água está gelada. Glória a Deus que colocaram o aquecedor”, comentou. Assim que entrou na piscina para a aula, ela fez questão de dizer que a água estava muito boa.

 

Celia Rodrigues, 52, faz natação na unidade para auxiliar no tratamento das dores que sente em função de uma lesão na coluna: “Percebo que a reforma melhorou tudo. Foi muito bom para mim e para todas as outras alunas” | Foto: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

Aluna antiga do COP, Celia Rodrigues, 52, também gostou da reforma. Cadeirante, ela faz natação na unidade para auxiliar no tratamento das dores que sente em função de uma lesão na coluna. “Me sinto muito bem aqui. Percebo que a reforma melhorou tudo. Foi muito bom para mim e para todas as outras alunas. Antes era azulejo, hoje é material sintético. Não tenho do que reclamar, só agradecer”, afirmou.

 

Gramado novinho

 

Alegria é o sentimento também visto dentro do campo de futebol society do COP de Santa Maria. O espaço foi ampliado, ganhando medidas de uma quadra semioficial e o gramado sintético completamente renovado. As modificações tiveram investimento de R$ 561.604,68, recursos vindos do Fundo de Apoio ao Esporte, para aperfeiçoar a prática esportiva dos 350 alunos das 18 turmas existentes na unidade.

 

Aluno de futebol do COP, Pedro Martins Souza, 11, diz: “A reforma aumentou o campo, que achei melhor. A tinta era menos visível, botaram mais grama, a borracha diminui um pouco, tudo isso ajuda na jogabilidade de quem vai praticar o futebol” | Foto: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

 

O jovem Pedro Martins Souza, 11, é um dos alunos de futebol do COP. Ele conta que, antes da substituição do gramado, era comum que os praticantes se arranhassem e voltassem para casa com fragmentos da borracha, que se soltava do gramado, na pele. “A reforma aumentou o campo, que achei melhor. A tinta era menos visível, botaram mais grama, a borracha diminui um pouco, e tudo isso ajuda na jogabilidade de quem vai praticar o futebol”, analisou.

 

Victor Samuel Batista Lima, 16, está há apenas dois meses no COP: “Realmente melhorou bastante. Gostei muito e está me ajudando muito. Quando eu entro aqui, meio que esqueço de tudo, dos problemas. Me motivo muito quando chego aqui” | Foto: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

O estudante Victor Samuel Batista Lima,16, está há apenas dois meses no COP, mas lembrou que os colegas reclamavam do campo. “Realmente melhorou bastante. Gostei muito e está me ajudando muito. Quando eu entro aqui, meio que esqueço de tudo, dos problemas. Me motivo muito quando chego aqui”, revelou.

 

População agradece

 

Na quadra QR 120, a entrega foi do campo de gramado sintético, que passou por uma reformulação com investimento de R$ 211.200. Foi feita a substituição da grama, a pintura dos alambrados e a instalação da iluminação pública.

 

Foto: Bruno Leão/SEL-DF

“O campo estava numa situação bem difícil; era uma reivindicação aqui da população, e fizemos ali uma grande reforma, trocando o gramado sintético em parceria com o programa RenovaDF”, acrescenta Júlio César Ribeiro.

 

A reforma terá impacto em dezenas de pessoas que utilizam todos os dias o espaço, das 7h às 22h. A quadra é usada de segunda a sexta-feira para treino das escolinhas, e à noite e aos fins de semana, é cenário dos jogos de futebol amador, veterano e principal da cidade.

 

Presidente do Federal Futebol Clube, Ronaldo Galvão afirma que o campo da QR 120 “ficou perfeito” | Foto: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

“A reforma do nosso campo é muito importante, porque ele é usado diariamente. Ficou perfeito. Graças a Deus, o governo vem ajudando a gente. Tudo que a gente solicita tem sido feito. Vamos aproveitar com muita vontade, a população agradece”, definiu o presidente do Federal Futebol Clube, Ronaldo Galvão, que está à frente do time há 22 anos.

 

Arthur dos Santos Velasco, 14, é o centroavante e capitão do time amador: “O campo não tinha uma estrutura muito boa, atrapalhava nos treinamentos e na hora do jogo. A gente escorregava bastante. Depois da reforma, melhorou, e a gente consegue trabalhar a bola e correr de forma certa” | Foto: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

Aluno da escolinha Federal, Arthur dos Santos Velasco, 14, é o centroavante e capitão do time amador. Ele destacou as melhorias na quadra. “O campo não tinha uma estrutura muito boa, atrapalhava nos treinamentos e na hora do jogo. A gente escorregava bastante. Depois da reforma, melhorou e a gente consegue trabalhar a bola e correr de forma certa”, apontou. “Todo mundo achou bem legal. Que venham só coisas boas agora”, acrescentou.

 

Agência Brasília