Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/10/21 às 16h49 - Atualizado em 13/10/21 às 16h56

Novos espaços esportivos no DF

Estão sendo construídos campos sintéticos em oito regiões administrativas cidades

 

Começou a construção de oito campos sintéticos no Distrito Federal. Sob responsabilidade da Secretaria de Esporte e Lazer (SEL), os novos espaços esportivos devem ser inaugurados em até 60 dias nas regiões administrativas de Planaltina, Recanto das Emas, Cruzeiro, Ceilândia, Sobradinho II, Riacho Fundo II, Taguatinga Norte e Gama, pelo investimento total de R$ 4.064 milhões, resultado de emenda parlamentar e recursos próprios.

 

Os campos de grama sintética, no tamanho geral de 23m x 43m cada um, incluem cercamento, traves e iluminação. Estima-se que a primeira fase, de execução da base do projeto, seja concluída em seis semanas, aproximadamente, para logo iniciar a etapa seguinte, de aplicação do tapete verde. As empresas responsáveis pela realização das obras foram contratadas no primeiro deste ano por meio de licitação.

 

“Após a assinatura dos contratos, seguimos os processos comuns à administração pública, como fase de recursos de outras empresas, sempre dentro dos prazos estabelecidos por lei. A partir de agora, estamos iniciando a fundação para incluir os módulos pré-moldados. Então, nossa expectativa é que, ainda neste ano, a população possa utilizar esses espaços”, destaca a secretária da SEL, Giselle Ferreira.

 

Com a entrega dos oito campos sintéticos, a pasta do Esporte trabalhará para entregar mais oito espaços semelhantes em outras áreas do Distrito Federal no próximo ano. Além de captar recursos, por meio de emendas parlamentares, a equipe técnica da secretaria verifica novos endereços possíveis para a construção. “Sabemos como esses campos sintéticos são importantes para fomentar esporte e lazer entre as pessoas”, complementa Giselle.

 

Reformas

Além da construção de novos campos, a Secretaria de Esporte e Lazer também irá reformar os antigos. Está sendo realizado um levantamento das áreas que apresentam necessidade de reparos. As Administrações Regionais de todo o Distrito Federal podem, inclusive, encaminhar sua solicitação de reforma via ofício à SEL.

 

As mudanças serão promovidas com recursos da Secretaria de Esporte e Lazer, por meio de ata de registro de preços. E também pelo programa Renova-DF, que capacita pessoas desempregadas a trabalharem na área da construção civil para reformarem espaços púbicos da cidade. Nesse sentido, o Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) publicou, nesta quarta-feira (13), uma portaria conjunta com a Secretaria de Trabalho para a descentralização de crédito orçamentário com foco na iniciativa.