Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/08/21 às 17h49 - Atualizado em 25/08/21 às 11h21

Instituições esportivas recebem certificados de registro cadastral

Secretaria de Esporte e Lazer certificou sete novas entidades que agora podem pleitear incentivos do Confae

 

O Conselho de Administração do Fundo de Apoio ao Esporte (Confae), da Secretaria de Esporte e Lazer (SEL), entregou, nesta terça-feira (24), o Certificado de Registro Cadastral (CRC) para sete entidades do setor esportivo, paradesportivo e beneficente. O documento possibilita às instituições pleitearem incentivos do Fundo de Apoio ao Esporte (FAE), por meio do apoio financeiro, ao fomento de eventos e projetos esportivos realizados no Distrito Federal.

 

Uma das beneficiadas foi a Associação de Ginástica Acrobática do Distrito Federal (Akros), presidida por Márcia Janete Nunes. “É de grande importância porque precisamos de ajuda financeira e aparelhos. Com o certificado, poderemos dar entrada nos projetos”, explica. Atualmente, 60 esportistas de alto rendimento fazem parte da iniciativa, entre homens e mulheres, de 5 a 18 anos. Em breve o grupo deve utilizar o Pavilhão do Parque da Cidade como base de treinamento.

 

Também estiveram presentes na ocasião os representantes da Associação Educação-Esporte dos Portadores de Necessidades Educativas Especiais & Amigos; Instituto Eu Ligo (IEL); Federação de Basquete em Cadeiras de Rodas do DF; Instituto Pro Brasil; Confederação Brasileira de Saltos Ornamentais (Saltos Brasil) e Federação de Wushu do DF. Instituições interessadas em adquirir os certificados podem dar entrada ao processo pelo site da SEL.

 

 

“Estamos trabalhando, desde o início da atual gestão, para qualificar e incentivar as mais diversas instituições esportivas da cidade sobre como estruturar projetos para conseguir apoio institucional”, afirma a secretária de Esporte e Lazer e presidente do Confae, Giselle Ferreira. Ela ressalta que “o Confae exerce apoio fundamental para que as instituições esportivas possam melhorar suas condições de treinamento e formação de atletas de alto rendimento. Muitas vezes, esses projetos funcionam sem muita estrutura e aporte do governo e nosso dever é suprir essa necessidade.”

 

Ascom/SEL