Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/04/19 às 14h53 - Atualizado em 12/04/19 às 10h33

Play True Day aconteceu quarta (10) no Centro Olímpico do Setor O

COMPARTILHAR

Aconteceu na manhã de ontem (10), quarta, o Play True Day – Dia do Jogo Limpo, no Centro Olímpico e Paralímpico do Setor O, em Ceilândia. Com o objetivo de conscientizar atletas, equipes e toda a comunidade esportiva na luta contra a dopagem, o evento é organizado no Brasil pela Associação Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), em parceria com a World Anti-Doping Agency (Agência Mundial Anti-Doping) e a Secretaria Especial do Esporte, do Ministério de Cidadania.

O Play True Day é dedicado ao esporte limpo, justo, sem doping, com foco no fair play. André Siqueira, diretor da ABCD, explicou que em várias cidades do mundo foi comemorado simultaneamente o evento. “Não existe nada melhor do que uma vitória justa, merecida e que respeitou o adversário. Queremos um esporte ético e sem trapaças que nos dê orgulho de sermos brasileiros”, afirmou. “Vamos incentivar o esporte correto, jogado com as regras, sem que sejam usados artifícios que são nocivos, que prejudicam aqueles valores que todos aqui estão buscando, como superação e integração”, afirmou Denise Cardoso, secretária executiva de Políticas do Esporte da Secretaria de Esporte e Lazer do Distrito Federal.

 

O general Marco Aurélio Vieira, secretário especial do esporte, salientou que eventos como esse, além de conscientizarem contra o uso do doping, mostra que a prática de esportes e locais como os Centros Olímpicos e Paralímpicos afeta adultos e adolescentes, tirando-os de ambientes de consumo de drogas. Também presente na cerimônia, o vice-presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Marco La Porta, destacou que ao longo da história em Jogos Olímpicos, o Brasil se orgulha de jamais ter tido um caso de doping em qualquer atleta. “Isso é fruto do trabalho de conscientização de que o resultado tem que vir por meio do esforço do atleta”, reforçou.

 

Agnaldo Amorim, técnico de natação do programa Futuro Campeão em Samambaia, comenta que é sabido que na sua modalidade, atletas muito jovens já se dopam, ainda mais nas categorias juvenis e júnior, porque não há fiscalização. Assim, ele faz um trabalho de conscientização diário com seus 30 atletas. João Sena, técnico de atletismo do programa em Sobradinho, lembra que o Brasil é um dos países menos pegos em doping e temos um esporte sadio. “O Play True Day é apenas um lembrete do que falamos constantemente com nossos 23 atletas”, destaca.

 

O técnico de tênis do Futuro Campeão de São Sebastião Welington Dantes Feitosa comenta que eles trabalham com crianças e adolescentes de regiões periféricas já vulneráveis às drogas, então é preciso fazer um trabalho de conscientização muito grande contra o uso de qualquer tipo de substância, para que entendam que o esporte justo é muito mais do que isso. “Levo as ações desse evento para a quadra”, comenta. E Kevyn Petherson, aluno de 10 anos, afirma que aprende todos os dias nos treinos a não usar. “Vou ser o futuro Guga, então preciso treinar bastante e jogar limpo”, acrescenta.

 

Um atleta da unidade esportiva foi convocado para a seleção brasileira de base da bocha. “Foi o resultado do meu esforço e da minha dedicação. A vida de atleta é uma vida de abrir mão, mas é uma vida muito gratificante. O esporte me abriu portas e me levou a lugares que nunca imaginava. É muito importante que as autoridades nos olhem com bons olhos e nos deem a oportunidade de representar nosso país.  É uma honra para mim ser porta-voz de todos os atletas paralímpicos”, ressaltou.

 

O evento no Centro Olímpico e Paralímpico do Setor O foi animado. Com aulas de dança para adultos, atividades para crianças, distribuição de camisetas, medição de pressão e muito mais, contou com a participação ativa da comunidade.