Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/01/21 às 15h03 - Atualizado em 28/01/21 às 13h55

DEU NA AGÊNCIA BRASÍLIA – Parque da Cidade vai ganhar novos portais

COMPARTILHAR

Todas as seis entradas do Parque da Cidade passam por reformas. O projeto faz parte de mais uma ação do GDF Presente, programa de manutenção do Governo do Distrito Federal (GDF) atuante em todos os cantos da região. A obra envolve trabalhos de alvenaria, como reparos ou construção total de muros, além de manutenção e pintura dos portões.

 

Os primeiros blocos de concreto começaram a ser assentados na manhã desta segunda-feira (25), na via de acesso do espaço voltada para o Sudoeste, na Estrada Parque Indústrias Gráficas (Epig), próximo ao Departamento de Polícia Especializada (DPE).

 

“Vamos recuperar todas as entradas. São obras importantes, que não eram feitas há muito tempo”, comenta o administrador do Parque da Cidade, Silvestre Rodrigues da Silva. “A entrada é o cartão de visita do Parque, é a primeira impressão que os visitantes têm do lugar, sem falar que traz mais segurança”, destaca Paulo Isaac, chefe de Conservação e Reparos da Diretoria de Edificações da Novacap (Dicor/DE).

 

Na semana passada, os serviços se iniciaram com a demolição de algumas estruturas e vistoria de técnicos da Novacap. Ao todo, seis homens estão envolvidos na reconstrução das guaritas de acesso ao Parque da Cidade: quatro reeducandos da Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap) – vinculada à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus); um pedreiro experiente da Novacap; e um encarregado de obras.

 

“Alguns muros estavam muito danificados, as paredes rachadas, com concreto vencido, já estourado ou fora do prumo, provavelmente por conta de alguma batida”, detalha o agente operacional da Novacap, Adair Monteiro, responsável pelos trabalhos. “Nosso desafio é recuperar o que está caindo ou o que se perdeu e reforçar onde está danificado”, completa.

 

Intervenções artísticas

A previsão é de que tudo fique pronto em dois meses. “Cada entrada está numa situação diferente, algumas foram bem depredadas, outras estamos corrigindo problemas estruturais, devido ao tempo que foram construídas”, explica. “Há entradas que estamos demolindo e fazendo do zero. Isso leva mais tempo”, pondera.

 

Além da entrada da Epig, voltada para o Sudoeste, passam obras mais complexas: a entrada da 912 Sul, virada para W3; e a passagem que dá acesso ao Eixo Monumental. Nos outros três portões, a estrutura será reaproveitada com obras mais pontuais.

 

Numa parceria com a iniciativa privada, todos os trilhos e roldanas dos portões das seis entradas passaram por manutenção e os novos portões estão em fase de pintura. A ideia, segundo o administrador do Parque, é convidar artistas da cidade para pintar as fachadas dos muros.

 

“Essa parceria com os artistas vai evitar pichação”, comenta Silvestre. “Há mais de duas décadas que o Parque estava apenas com dois portões”.

 

POR AGÊNCIA BRASÍLIA