Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/05/21 às 11h05 - Atualizado em 5/05/21 às 11h11

Brasília Vôlei Esporte Clube se destaca na elite nacional da modalidade

COMPARTILHAR

Com apoio da SEL, as equipes feminina e masculina disputam a próxima temporada da Superliga A

 

O vôlei do Distrito Federal encontra-se atualmente na elite nacional. Com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (SEL), as equipes feminina e masculina do Brasília Vôlei Esporte Clube (BVEC) alcançaram grandes resultados na temporada 2020/2021 e, com o fim da sequência de jogos, os esportistas e a comissão técnica foram recebidos pela secretária, Giselle Ferreira, nesta terça-feira (3), para celebrarem as conquistas recentes da modalidade.

 

Nesta temporada o time feminino conseguiu o 8º lugar e o grupo masculino alcançou o acesso, após embates duríssimos, se sagrou vice-campeão da Superliga B, garantindo assim o acesso direto à Superliga A na próxima temporada, que iniciará no próximo semestre. O trabalho do técnico Marcelo Thiessen foi reconhecido por todo grupo e sua experiência anterior contribuiu para alcançar o êxito nesta última temporada.

 

Filho de Flávio Thiessen, que já foi técnico na Superliga B e hoje assumiu o cargo de diretor do Brasília Vôlei, Marcelo já comandou times universitários, entre outros lugares, e trabalhou como auxiliar-técnico do time quando seu pai estava no comando. “Foi fundamental o apoio da Secretaria de Esporte, já que por ele, nós conseguimos dar todo o suporte de alimentação, hotel, viagem, e por isso conseguimos ter um trabalho vitorioso”.

 

O apoio da SEL por meio de termo de fomento, de emenda parlamentar, ao desporto de alto rendimento, contribuiu para a realização de 25 jogos da categoria adulta feminina na Superliga Brasileira de Voleibol e 15 partidas da equipe adulta masculina na categoria B do mesmo campeonato. O investimento de R$ 1.339.865,58 contribuiu, entre outros, para a estrutura das equipes, treinamento, realização de jogos e participação em outros torneios.

 

“Nós sabemos o quanto um esportista de alto rendimento precisa ser disciplinado, focado e resiliente para manter-se em nível elevado e competitivo. Por isso, o apoio do governo nesta questão se mostra essencial para que eles possam se dedicar exclusivamente à rotina de treinamentos. Estamos muito orgulhosos dos resultados que esse grupo trouxe para Brasília e podem contar com o Esporte no que for necessário”, completa a secretária Giselle Ferreira.

 

A oposta Ariane Helena Teixeira, de 25 anos, se destacou como a melhor pontuadora na fase classificatória e primeiras partidas dos playoffs, terminando em quinto lugar com 380 pontos. Com passagens por clubes de Santa Catarina, São Paulo e Paraná, ela se encontra satisfeita em Brasília. “Eu quero agradecer a todo o suporte e carinho que a Secretaria tem dado tanto para equipe feminina como masculina. E espero que essa parceria continue por mais tempo, não só no voleibol, como em tantas outras modalidades”.

 

O líbero brasiliense Matheus Martins, de 23 anos, concluiu sua segunda temporada pelo Brasília Vôlei e segue com o time para a elite nacional. Ele, que já atuou em outras posições dentro de quadra, já atuou em partidas defendendo a seleção brasileira de base em Sul-Americano em 2016, que levou o 2º lugar. “A minha expectativa é continuar dando o meu melhor nas próximas competições”.

 

ASCOM/SEL