Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/08/19 às 16h54 - Atualizado em 7/08/19 às 17h21

Atletas do Compete Brasília participam dos Jogos Mundiais de Policiais e Bombeiros

COMPARTILHAR

Oito atletas que integram as forças de segurança pública do Distrito Federal estão em Chegdu, na China. A turma desembarcou para a edição 2019 dos Jogos Mundiais de Policiais e Bombeiros (World Police and Fire Games), que começa nesta quinta-feira (08/08), por meio do programa Compete Brasília. O torneio, que termina em 18 de agosto, acontece a cada dois anos e reúne profissionais de, aproximadamente, 60 modalidades.

 

O casal de bombeiros Euterildes Bonifácio Rodrigues Júnior, 49 anos, e Rita de Cássia Silva Fraga Rodrigues, 44 anos, ambicionam alcançar o pódio. No taekwondo, o primeiro defende o título da categoria Master até 68 kg, em que foi bicampeão nas duas últimas oportunidades. No Corpo de Bombeiros do Guará, unidade em que atua, ele lidera um projeto social que ensina, gratuitamente, a modalidade para crianças e adolescentes.

“O Compete Brasília é uma oportunidade muito boa, que acompanho e vejo, que ajuda bastante, não só os atletas do taekwondo, como de outras modalidades, individuais e coletivas. Ele beneficia tanto eu quanto as pessoas do projeto social que desenvolvo. Sem ele, muitas pessoas não teriam condição para participar de torneios no Brasil e no mundo. O programa tem uma ampla visão que abraça muitas modalidades”, destaca o profissional.

 

Euterildes Bonifácio também participa da prova de cross country – que percorre 5 km em diversas dificuldades como mato, asfalto e lama –, atividade que levou medalha de bronze no Mundial de Los Angeles. Ele iniciou na atividade como forma de incentivar a esposa, que também viajou para a China para disputar a prova no feminino. Na cidade norte-americana, ela conquistou a sexta colocação. Agora, a bombeira quer medalhar.

 

Jiu-Jitsu

Com uma medalha de bronze na edição da Irlanda em 2017 e um quarto lugar o ano passado nos Estados Unidos como atleta de vôlei, a policial militar Edijane Ferreira da Silva, resolveu arriscar e mudar de modalidade. Há dois anos, a atleta está treinando para disputar uma medalha no jiu-jitu. “Eu decidi mudar para uma modalidade que dependesse só de mim. Por muito tempo eu pratiquei somente modalidades coletivas e eu quis me aventurar nesta nova experiência”, contou a policial que está ansiosa para sua estreia oficial no tatame na China.

 

Veja todos os beneficiados pelo Compete Brasília para o Mundial de Policiais e Bombeiros

Rangel Reis Mendes – futebol
Vasco Guimarães de Oliveira – tênis de mesa
Adriano Justino de Souza – karatê
Edijane Ferreira da Silva – jiu-jitsu
Bernardo Gouveia de Siqueira Campos – jiu-jitsu
Eduardo Castello Branco Almendra – jiu-jitsu
Rita de Cassia Silva Fraga Rodrigues – cross country
Euterildes Bonifácio Rodrigues Junior – taekwondo / cross country

Assessoria de Comunicação
Secretaria do Esporte e Lazer do Distrito Federal