Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/04/19 às 11h45 - Atualizado em 25/04/19 às 14h43

Atleta do Compete Brasília participa do Sul-Americano de Canoagem no Equador

COMPARTILHAR

Quando o assunto é canoagem, o profissional de educação física Paulo Salomão, 39 anos, atua na linha de frente da modalidade em Brasília. Como técnico, desenvolveu um projeto social de paracanoagem na cidade, que serviu de base para montar a equipe de oito esportistas, que hoje viaja mundo afora atrás de títulos. Sob o seu comando, essa turma foi campeã dos três últimos torneios em que participou. “Não viajamos somente para competir, mas também para fomentar o esporte em Brasília com mais conhecimento”, avalia.

 

Já como atleta, ele participa, de sexta-feira (26) a domingo (28) de abril, do Campeonato Sul-Americano de Canoagem Velocidade, na cidade de Ibarra, no Equador, a 70 km da capital Quito, pelo Compete Brasília. A oportunidade surgiu após participar, em março, da Copa Brasil, em São Paulo, o que garantiu também vaga no Mundial, que será disputado, em agosto, na Hungria. Na capital equatoriana, ele participa das provas de 200 e 500 metros, na categoria Master.

 

“Sou o único representante do Brasil. Sem o Compete Brasília, a gente não teria representante brasileiro no Sul-Americano. Os convocados de outras cidades do Brasil disseram que não têm como arcar com recursos. Estamos indo competir com os melhores da América do Sul. Meu foco são duas coisas: medalhas e conhecimento”, diz. Com a Confederação Equatoriana de Canoagem, o esportista conseguiu emprestado o barco para participar da prova. Ele está arcando com todos os demais gastos.

 

Após 23 anos de ciclismo, Paulo Salomão queria partir para novos desafios. O desempenho mediano na natação o impedia de investir no triatlo. Quando participou de uma prova multiesportes, que trocava a natação pela canoagem, se apaixonou pela modalidade. “Vi que era uma área que necessitava de mais conhecimento. Acabei trabalhando em paralelo com o ciclismo, até o ponto que tive que fazer uma opção”, conclui. Atualmente, o atleta treina no Clube da Aeronáutica de Brasília.

 

Compete Brasília – O programa regulamentado pela Lei nº 5.797, de 29 de dezembro de 2016, tem o objetivo de incentivar a participação de atletas e paratletas de alto rendimento em campeonatos nacionais e internacionais. Entre os requisitos para receber o benefício, o atleta precisa ser filiado à federação de sua modalidade, comprovar residência fixa no Distrito Federal há no mínimo dois anos e estar em plena atividade esportiva.

 

O interessado deve comparecer ao protocolo da Secretaria de Esporte com toda a documentação exigida no prazo máximo de 40 dias antes da data prevista para o início de competição nacional e no máximo de 60 dias antes do início de competição internacional.